Nossa história

A Pequena Casa da Criança é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, filantrópica, focadas nas áreas de educação, assistência social e profissionalização.

Fundada em 1956 pela Irmã Nely Capuzzo, da Congregação Missionárias de Jesus Crucificada, a instituição é baseada no lema de “ir em busca dos mais necessitados”, e hoje é dirigida pela Irmã Pierina Lorenzoni.

Localizada no coração da comunidade Vila Maria da Conceição, a instituição tem como objetivo a promoção do desenvolvimento integral da pessoa humana, em todas as suas dimensões: físico, cognitivo, emocional e social, para a geração de impacto socioeconômico na região em que atua.

Com 67 anos de serviços totalmente gratuitos a todos os seus atendidos, hoje a Instituição atende cerca de 977 pessoas, servindo cerca de 1.500 refeições por dia. Como forma de financiamento a Pequena Casa da Criança se mantém através de parcerias com o poder público e privado, além de doações de pessoas físicas e jurídicas.

A região em qual a instituição atua é marcada por uma situação de vulnerabilidade e risco social, de risco nutricional, de deficiência de saneamento, de desestruturação familiar e de violência comunitária. As estatísticas internas construídas em janeiro de 2022, com base nos dados das 479 famílias acompanhadas pela Instituição nos seus mais diversos projetos, reforçam esse cenário. 

Dos núcleos familiares analisados, 25% possuem menos de um salário-mínimo como renda global familiar. Cerca de 70% das famílias são monoparentais e 40% dos responsáveis familiares não possuem nem ao menos ensino fundamental completo como grau de instrução. A pesquisa também revelou o perfil do responsável das famílias atendidas: 86% são mulheres e 70% são negros ou pardos. Além disso, mais da metade das famílias possuem instalações de água e esgoto não regularizadas ou clandestina e 56% das moradias possuem 4 cômodos ou menos para toda a família. Esse cenário repercute como um obstáculo para a garantias aos direitos sociais dessa população, dentre eles o da educação, motivando a continuidade do trabalho desenvolvido pela instituição.

Pautada no objetivo de promover impacto, através do desenvolvimento socioeconômico da comunidade, a Pequena Casa da Criança atende crianças, adolescentes, jovens e idosos, em seus vários programas, como: escola de educação infantil e ensino fundamental, onde 419 crianças são atendidas, sendo mais da metade em turno integral; Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que promove oficinas no contraturno escolar para 164 atendidos, de 6 a 17 anos; Serviço de Abordagem Social, voltado para o atendimento de 252 crianças em situação e/ou histórico de trabalho infantil e adultos em situação de trabalho e moradia na rua; Jovem Aprendiz, promovendo a inserção no mercado de trabalho de mais de 50 jovens; Grupo de Idosos, promovendo espaço de convivência e ampliação do bem-estar para 85 atendidos; atendimento de psicologia e serviço social para a comunidade e atendidos da instituição.

missao-cumprida (1)

Missão

Oportunizar o desenvolvimento social à população, através da participação da sociedade, educação, profissionalização e inclusão socio-econômica para a geração dos resultados.

amor

Visão

Buscar a sustentabilidade da Organização, solidificar a nossa missão, com uma equipe qualificada e um sistema de gestão eficiente em uma estrutura adequada.

mao-coracao

Princípios

Igualdade: consciência de que todos somos iguais nos direitos; Justiça e Paz: cultivo da Justiça e paz social; Respeito: atitudes de profundo respeito ao ser humano; Ética: comportamento ético nos objetivos da Instituição e das pessoas envolvidas; Trabalho em Equipe: valorização e desenvolvimento do trabalho em equipe; Consciência política: entendimento da política institucional, não vinculada a partidos políticos; Base Teológica: presença cristã e evangelizadora.

objetivo (1)
Objetivos

1. Promover a educação integral da pessoa humana através da oferta de ensino em nível de educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, ensino profissionalizante e cursos livres de capacitação profissional.
2. Proporcionar, gratuitamente, serviços de assistência social.
3. Manter serviços de assistência às crianças, adolescentes e idosos em situação de vulnerabilidade e risco social.
4. Promover a orientação para prevenção de males sociais, tais como a delinquência, a prostituição e a criminalidade.
5. Promover a recuperação e reintegração social de crianças e adolescentes infratores.
6. Promover a união e a solidariedade entre os moradores da Vila Maria da Conceição, localizada no bairro Partenon – Porto Alegre – RS, bem como a participação efetiva dos mesmos na solução dos problemas desta comunidade.
7. Auxiliar e orientar os moradores da Vila Maria da Conceição na busca do emprego e na ocupação remunerada, visando contribuir na geração de renda e produtividade desta comunidade.
8. Participar e firmar convênios, projetos ou promoções de eventos instituídos e/ou promovidos por órgãos públicos ou privados auxiliando a Pequena Casa da Criança no atendimento de suas finalidades.
9. Manter serviços próprios e organizados de acordo com os princípios e técnicas do serviço social.
10. Promover o acesso à cultura e ao esporte através de atividades lúdico-pedagógicas de música, artes cênicas, artes plásticas, dança, informática e atividades esportivas.
11. Executar serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais de forma gratuita e de caráter continuado, permanente e planejado.
12. Proporcionar atendimento aos usuários da política de assistência social sem nenhuma forma de contribuição ou remuneração em contrapartida.
13. Dentro de suas possibilidades e, na medida em que as circunstâncias permitirem, a Pequena Casa da Criança poderá criar ou manter atividades ou serviços sustentáveis, podendo, inclusive, recorrer a exploração de suas propriedades, para a manutenção de seus serviços e Estabelecimentos.
14. Dar testemunho de vivência cristã.

Nosso começo

Rolar para cima